Familia denúncia negligência médica após morte de recém nascido em maternidade de Juazeiro, Bahia




Parteiras do Egito.(não obedeceram as ordens) ou ordens do faraó? Infelizmente essa maternidade obedece literalmente  aos seus faraós. 

Quando um estudante de medicina termina seu curso ele recebe o diploma e passa por uma sabatina para exercer a função e na sabatina ele faz um juramento de compromisso em salvar vidas e fazer o melhor pela vida. Mas em um hospital de Juazeiro-BA, tem sido quase que corriqueiro os maus tratos a grávidas que estão prestes a ser mãe.  Neste sábado, o blog do Nildo Menezes tomou conhecimento que uma jovem foi até a cidade de Petrolina para dá a luz sentindo fortes contrações e ao chegar foi atendida, medicada e mandada para casa sob a alegação que a passagem ainda estava em apenas 3%. No dia seguinte a jovem  procurou novamente o atendimento do Imip que a enviou a maternidade de Juazeiro-BA, a qual recebeu a paciente e daí começa a sessão de maus tratos. Segundo a jovem, ela ficou com dores que só aumentava e nada de fazerem o parto. -"O médico que só olhava pra mim quando minha mãe e minha tia reclamavam, me deixou como se eu fosse um animal de rua que não tem cuidados. Depois que minha família percebeu que eu estava correndo risco de morte com meu filho, gritou até que eles fizeram o parto cesário e pegaram meu filho cheio de hematomas que mais parecia uma criança espancada. Eu choro muito por saber que esses médicos que fizeram juramento para salvar vidas estão tirando o direito de mães conceberem. As enfermeiras que fazem parte daquele hospital mas parecem estar em uma clínica veterinária tirando os féretros como retira de um animal". Podemos até olhar para essa maternidade e comparar ao tempo de Moisés no Egito, onde as parteiras tinham ordens expressaa do Faraó para tirar a vida de todos os recém-nascidos, desabafou a jovem. Pedimos às autoridades Baianas que tomem as devidas providências. Pedimos ao concelho nacional de saúde que fiscalize essa maternidade para que seja tomado as providências cabíveis. 

Pedimos as organizações mundial de saúde (OMS) que tome conhecimento desse caso e de tantos outros que já se passaram por esse hospital e os acusados ficam impunes tendo a certeza que podem continuar com tal prática certo da impunidade. Repudiamos essa maternidade e suas práticas macabras com grávidas e recém nascidos. Após o fechamento dessa matéria tomamos conhecimento que as equipes de saúde das maternidades receberam ordens expressas para que só façam partos cesarianas em últimas alternativas, o que pode sê uma das situações agravantes que tem levado gestantes e recém nascidos a perderem  suas vidas . 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

ILÁRIO : PERNAMBUCO RECEBE MAIS AÇÕES DO GOVERNO EM TRÊS MESES DO QUÊ EM TODO O GOVERNO PAULO CÂMARA

Parece piada de comédiante. Mas Pernambuco recebe mas obras nesse últimos três meses do quê nos últimos seis anos e meio de Paulo Câmara   O...