VERGONHA: MESMO EM TEMPO DE PANDEMIA. MARCILIO CAVALCANTI GOVERNA DE COSTAS PARA A POPULAÇÃO MAIS NECESSITADA DE CABROBÓ

Prefeito insensível, mesmo com a pandemia governa a Cidade com mão de ferro e contra o povo

Foto Evanio temperatura 

O Prefeito de Cabrobó, Marcilio Cavalcanti, mesmo nesse período anormal de pandemia que toma conta do mundo e consciente dos impactos econômicos sofridos pela nossa população, acrescido das medidas temporárias adotados pelos Governos: Federal e Estadual, tem ignorado toda e qualquer Recomendação do Tribunal de Contas, do Ministério Público de Contas e dos Vereadores para diminuir o sofrimento da população mais carente.

A atual administração, tem baseado as suas decisões nos Decretos estaduais e federais e nas Recomendações conjuntas do Tribunal de Contas e do Ministério Público de Contas. Como ocorreu para veta o aumento salarial dos professores municipais.

Contudo, quando o Decreto ou a Recomendação é em benefício da população mais carente, o Prefeito Marcilio, não cumpre.

 O Tribunal de Contas e o Ministério Público de Contas encaminharam ao nosso município a Recomendação Conjunta n° 05/2020, para o Prefeito conceder isenção temporária e emergencial da contribuição de iluminação pública das pessoas de baixa renda, a Câmara de Vereadores aprovou por unanimidade a indicação n° 003/2020, do Vereador Dim Saraiva para o Chefe do Poder Executivo isente a taxa de iluminação pública para as pessoas de baixa renda pelo prazo de 120 dias.

Mas, a contribuição de iluminação pública continua chegando para a população mais carente.

Assim, o Prefeito de forma covarde, ignora as recomendações e continua o seu “desgoverno” de “costas” para aqueles que mais precisam em nosso munícipio. Isso é uma vergonha.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

PT PERDE COMPLETAMENTE ESPAÇO EM TODAS AS CAPITAIS DO BRASIL E JÁ É UMA AMEAÇA DE INSISTÊNCIA DA SIGLA

  Derrota amarga! PT fica sem nenhuma capital pela 1ª vez  Duro golpe escancara perda de relevância do partido (PT) na política brasileira, ...