RELATÓRIO APONTA BAIXO APROVEITAMENTO DE RECURSOS DESTINADOS AO CORONAVIRUS

Coronavírus: Uma pandemia  para o povo  e  uma fonte lucrativa para algumas prefeituras e governadores.

A pandemia que vem dizimando milhões de pessoas no mundo inteiro tem chegado tanto a grandes metrópoles do Brasil como a pequenas cidades e interiores. O problema é que o sofrimento que este vírus está causando é tão grande que ainda não temos ao certo uma visão de como isso terminará. Além da força do virus a população se deparou com outra situação quase da mesma proporção ou se brincar ainda pior. É que nessa pandemia o governo federal abriu as suas torneiras de derrames de dinheiro a todo o Brasil sem exceções. Diante disso estados e prefeituras decretaram estado de calamidade. Algumas com o objetivo de facilitar as burocracias e fazer o que é preciso para combater o vírus; outras infelizmente a única intenção foi lucrar com o pânico das pessoas e covardemente comprar aparelhos respiradores super faturados, máscaras e objetos relacionados a pandemia se lucrando com falsas compras ou super faturamentos.  Alguns meios de comunicação têm denunciado empresas e empresários que estão sendo investigados por tal prática de corrupção nessa pandemia. Mas vamos agora a casos que tem acontecido na pequena Cabrobó e nossa edição tem acompanhado de perto. Nesta segunda-feira, dia 22 de março, uma jovem senhora foi a um posto de saúde de Cabrobó para falar sobre os sintomas que vinha sentindo ao longo dos últimos oito dias, segundo ela eram característicos do Covid-19. Mas ao mencionar ela disse que foi informada que os testes fazia parte de um lote direcionado exclusivamente aos profissionais da saúde e que ela não fazia parte, por tanto ela não tinha o direito de ser testada. Essa fala repercutiu em redes sociais que automaticamente grupos resolveram fazer campanhas para conseguir o teste e de fato conseguiram o montante. Após algumas lideranças do governo tomarem conhecimento de que os articuladores (da campanha de arrecadação ) estavam usando o plenário da Câmara para denunciar o ato aos vereadores e ministério público, o vereador Jorge Cavalcante interviu na situação e conseguiu contornar, conseguindo o teste de Covid-19 para a paciente. Mas o caso a ser denunciado é que em Cabrobó não está sendo feito nada para prevenir a pandemia a não ser trancar acessos a bairros com montes de terra e deixar o povo cabroboense sem opção de trafegar em ruas como também usarem a chamada lavada de ruas. Mas infelizmente não compraram testes rápidos para que a população tenha o direito de saber se estão ou não com o Covid-19 e muito menos medicamentos que podem ser eficazes no combate ao Covid-19 caso tenham. Agora nos deixa as seguintes perguntas: Em que será gasto quase quatro milhões que vai entrar nos cofres públicos de Cabrobó para combater a pandemia? Será que esse dinheiro vai ser bem aproveitado na saúde do nosso povo? Pedimos ao prefeito do município, Marcílio Cavalcante que compre testes rápidos do Covid-19 para a população,  porque os que tem foram doados e até agora não foi comprado nada de cunho municipal

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PT PERDE COMPLETAMENTE ESPAÇO EM TODAS AS CAPITAIS DO BRASIL E JÁ É UMA AMEAÇA DE INSISTÊNCIA DA SIGLA

  Derrota amarga! PT fica sem nenhuma capital pela 1ª vez  Duro golpe escancara perda de relevância do partido (PT) na política brasileira, ...