DENUNCIA VEREADOR ENVIARÁ OFÍCIOS AO MP E TCE POR DECRETO DE 1400000.00

Necessidade ou se aproveitando da pandemia? 


Em época de pandemia tudo fica mais difícil desde o acesso as informações corretas ao funcionamento da máquina (prefeitura) que é o responsável pela logística e controle de tudo que se refere a saúde educação e demais etc. Desta vez vamos mostrar uma denúncia grave que deve ser acompanhado por órgãos competentes. Sabemos que todo orçamento tem que passar pela Câmara de Vereadores, mas por conta do Covid-19 o prefeito pode baixar um decreto onde não é necessário que orçamentos precisem de aprovação da Câmara e assim o prefeito Marcílio Cavalcanti baixou o decreto 012/2020 onde o mesmo terá o acesso livre ao credito de 1.400,000.00 (um milhão e quatrocentos mil reais). Esse valor, segundo marcilio, é o que está sendo investido na pandemia do Covid-19,  só que é preciso salientar que Cabrobó nem uma pessoa testou positivo, lembrando que o valor que o governo do estado disponibilizou para Cabrobó foi de 186.000,00 00 (cento e oitenta e seis mil reais). O vereador Duda Caldas, um dos fiscais do povo em conversa com o nossa redação disse que Cabrobó não tem casos de Covid-19 e baixar um decreto de calamidade pública para tirar proveito da situação é no mínimo  irresponsável e medidas serão tomadas agora mesmo. Estaremos mandando um ofício ao MP e ao TCE que são aqueles que tem como parar essa barbárie que esse prefeito está fazendo em nosso município. A nossa redação tentou ouvir  o prefeito mas não tivemos resposta do mesmo . Os vereadores repudiam o ato proveitoso do prefeito  com a pandemia .

 Deixamos o direito de resposta a quem  queira se pronunciar sobre a matéria. 

Um comentário:

  1. Muito triste pra nós em Cabrobó q só tem oportunistas pra nos representar.

    ResponderExcluir

ILÁRIO : PERNAMBUCO RECEBE MAIS AÇÕES DO GOVERNO EM TRÊS MESES DO QUÊ EM TODO O GOVERNO PAULO CÂMARA

Parece piada de comédiante. Mas Pernambuco recebe mas obras nesse últimos três meses do quê nos últimos seis anos e meio de Paulo Câmara   O...