Membros da Coapecal repúdia eleição e chamam de inválida

Presidente da Cooperativa Coapecal quebra decreto estadual e faz eleição para o novo presidente. 

Neste domingo, dia 29 de março a Coapecal desafiou as leis de combate a pandemia criada sob decretos estadual e municipal, fazendo uma sessão para tratar de assuntos relacionados a eleição. Alguns sócios foram comunicados da eleição e não participaram da votação e mesmo  com apenas onze membros e não dando quorum por não ter nem trinta porcento dos sócios fizeram a votação reelejendo o presidente Ed Cavalcante Ramos como presidente, o que causou nos membros da cooperativa maior indignação . 

Associado da cooperativa repudia a forma com que foi feito a eleição da Coapecal "Cooperativa agropecuária de Cabrobó "

"Nós  repudiamos a atitude do presidente e essa eleição que mais parece uma farsa",  diz indignada dona Maria Alice, uma das sócias. Ed Ramos , já  é presidente por doze anos e tirou do rol de membros associados que eram sócios fundadores. "Os pais morreram e nem esposa e filhos não tiveram o direito de permanecer como membros", conta a senhora Zeneida Cavalcanti, associada ,e continua a mostrar os pontos negativos de não concordar com a eleiçao: "primeiro lugar foi comunicado a vigilância sanitária, a polícia militar  e a quem compete para impedir a aglomeração entre inúmeras pessoas. Segundo, nós temos que nos reunirmos para debater o assunto pois temos um presidente que age de forma ilegal se reelegendo com apenas 11 associado e como dono e não como um presidente. Terceiro nós temos uma fábrica de poupas de fruta com maquinários de última geração guardado a mais de cinco  anos e nunca é colocado para funcionar e se quebrou alguma peça porque não compra? E em quarto: precisamos de uma auditoria para saber de todo lucro com alugueis e com o que tem que faz parte da cooperativa". Marli Cavalcanti, também membra disse que todos os que participaram da votação serão responsabilizados judicialmente e que um pedido de anulação será feito via advogado assim também como no MP "ministério  público ".  A nossa redação ouviu a família  Cavalcanti, família Estrela tentamos contato com Gileno que faz parte mas não conseguimos  temos tudo registrado ficando assim acobertado para qualquer pedido de direito de resposta. Também deixamos o nosso espaço para quem se sentir ofendido ou caluniado para que se pronuncie. Obs.: Só publicamos se tiver provas consistentes para se defender ou pedir via judicial. Caso não tenha argumentos de contra provas.


Nossa edição ouviu a gerente da Coapecal  Paula Roberta Torres 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

PT PERDE COMPLETAMENTE ESPAÇO EM TODAS AS CAPITAIS DO BRASIL E JÁ É UMA AMEAÇA DE INSISTÊNCIA DA SIGLA

  Derrota amarga! PT fica sem nenhuma capital pela 1ª vez  Duro golpe escancara perda de relevância do partido (PT) na política brasileira, ...